Passar para o Conteúdo Principal Top

Bolsa de Terras

Bolsa de Terras_20

Município de Ponte de Lima celebra Protocolo de Cooperação com a Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural sobre a Bolsa Nacional de Terras Agroflorestais

Protocolo bolsa terras 1 970 2500
18 Abril 2016

O Município de Ponte de Lima e a Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, no âmbito da promoção e dinamização da Bolsa Nacional de Terras Agroflorestais, celebraram um protocolo de cooperação no passado dia 13 de abril. A Direção...

O Município de Ponte de Lima e a Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, no âmbito da promoção e dinamização da Bolsa Nacional de Terras Agroflorestais, celebraram um protocolo de cooperação no passado dia 13 de abril. A Direção Geral de Agricultura de Desenvolvimento Rural fez-se representar, pelo Diretor de Serviços de promoção da Atividade Agrícola, o Eng.º Agrónomo Fernando Costa, acompanhado pelo Interlocutor Nacional para a Bolsa Nacional de Terras, o Eng.º Agrícola Norberto Correia.

Este protocolo visa uma articulação entre a Bolsa de Terras Agroflorestais de Ponte de Lima e a Bolsa Nacional de Terras Agroflorestais, cujo objetivo é divulgar a disponibilidade de terras agroflorestais cujos proprietários não lhes concedem uso. É através da implementação deste projeto, que o Município de Ponte de Lima procura combater o abandono das terras, promovendo e incentivando o uso de terras abandonadas e estimulando a especialização de atividades agropecuárias como forma de salvaguarda das paisagens rurais. O vereador do Desenvolvimento Rural, Paulo Barreiro de Sousa, adiantou que "o Município apenas coloca os terrenos na plataforma, dando visibilidade aos mesmos junto dos interessados", sendo que posteriormente o processo "é tratado em privado, entre os interessados e os proprietários, e as entidades públicas em nada interferem".

Com a implementação deste protocolo, o Município Limiano pretende dar continuidade à valorização económica e à dinamização da economia local, impulsionando o setor agroflorestal; promover a utilização das terras abandonadas, salvaguardando em simultâneo as paisagens rurais, minorando o risco de incêndios florestais. Este protocolo assenta, entre outros pontos, no comprometimento das duas partes em informar o segundo sobre iniciativas que venham a surgir, em partilhar informação sobre as cedência de terras através do projeto, que "em boa hora" nasceu, considerou o Diretor de Serviços de promoção da Atividade Agrícola, Fernando Costa.

Para aderir à de Ponte de Lima, os interessados devem entrar no ou no Gabinete de Atendimento ao Munícipe e pedir um formulário próprio.

Atualmente a Bolsa de Terras de Ponte de Lima conta mais dois novos terrenos, totalizando assim 20 terrenos disponíveis, o equivalente a aproximadamente 20 hectares; enquanto o número de interessados em terrenos para implementar projetos agrícolas é de 84 registos.

Os terrenos disponíveis encontram-se localizados nas freguesias de:
Labruja - 12 terrenos;
Anais - 3 terrenos;
Correlhã - 1 terreno;
Queijada - 1 terreno;
Calheiros - 1 terreno;
Refoios do Lima - 1 terreno;
Ribeira - 1 terreno;

Consulte a Bolsa de Terras de Ponte de Lima em: